Centenário da Revolução de Outubro > 1917 - 2017

A Revolução de Outubro de 1917 é um dos acontecimentos históricos mais importantes da época contemporânea. No seu centenário, o Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra apresentam um programa de iniciativas que decorrerão ao longo de todo o ano de 2017 e com o qual colaboram diversas instituições científicas e culturais.

Este site é o lugar onde poderá ser encontrada toda a informação acerca dessas iniciativas, constituindo-se igualmente como um arquivo em que iremos conservando registos audiovisuais de debates, colóquios e conferências em agenda e que versam sobre a história política, social e económica do século XX.

O site oferecerá ainda alguns elementos informativos acerca da história da revolução de Outubro e da URSS, nomeadamente cronológicos e nos domínios das artes e cultura.

6ª feira, 22 de Setembro de 2017 , 17h00 > Conferência: "Visions of October: 1917 from Bolshevism to Post-Crisis Capitalism" NOVA FCSH, Sala Multiusos 3, Lisboa

Organização: Instituto de História Contemporânea da NOVA FCSH e Departamento de História da NOVA FCSH

A 1.ª Conferência José Medeiros Ferreira, que marca o início do Ano Letivo 2017/2018 do Curso de Doutoramento em História da NOVA FCSH, tem como convidado David Priestland (University of Oxford).

Esta conferência encontra-se também integrada no programa de comemorações do Centenário da Revolução de Outubro.

Sinopse

Porque é que a Revolução de Outubro teve um impacto tão grande na política do último século? A resposta não é tão óbvia como poderia parecer à primeira vista, porque esta revolução urbana (pelo menos inicialmente), com um apoio significativo dos operários industriais, inspirou movimentos revolucionários em sociedades e contextos culturais muito afastados dos de Petrogrado em 1917.

A conferência vai abordar esta questão argumentando que "Outubro de 1917" foi interpretado de uma série de formas diferentes e que estes vários "imaginários revolucionários" sofreram grandes alterações ao longo do tempo - particularmente no início do período estalinista, na era do nacionalismo anti-imperialista no Sul Global após a Segunda Guerra Mundial e no "1968 global". A conferência vai também explorar as formas como os críticos da Revolução, tanto conservadores como liberais, representaram e responderam à tradição revolucionária de Outubro de 1917. Por fim, vai ainda levantar a questão de se a recente crise global do capitalismo financiado tornou a Revolução Bolchevique novamente relevante para a política global.

Mais informação

Entrada livre